Categoria Destaque

Exposição Temporalidades

Exposição TEMPORALIDADES, por Flavio Dutka

Temporalidades apresenta a recente criação do Artista Visual Flávio Dutka, obras produzidas de fevereiro a setembro de 2019. Trajetória de memórias, uma relação entre o real/ imaginário, paisagens que podem ou não existir, como fragmentos do tempo em que o artista passou observando o espaço no entorno do Rio Madeira, área ribeirinha da cidade de Porto Velho, Rondônia, onde atua ao longo de 20 anos como professor de história e artes.

Dutka através de suas pinturas apresenta uma natureza amazônica para além do formato tradicional, cria uma poesia entre a relação do caboclo, da índia e o varadouro que o artista conhece e identifica.

Destaca se também na mostra, além da imagem e sua poesia, a técnica de pintura utilizada pelo artista em seus trabalhos mais atuais, com o uso do spray, principal suporte da produção do grafite, em muros dos grandes centros urbanos ou paredes de prédios, e podemos encontrar nas telas do pintor criando ainda esse diálogo com a arte contemporânea e o amadurecimento de suas técnicas ao longo de sua carreira artística.

Artista Visual: Flávio Dutka.
Curadoria: Dutka, Maria Braga Lopes e Betânia Avelar.
Montagem: Vitória Morão, Tanison Passos, Felipe Bandeira e Betânia Avelar.
Texto: Betânia Avelar, Maria Braga e Vitória Morão.
Monitoria: Tanison Passos.

Abertura dia 22 de Outubro as 16h na Galeria do Sesc Centro

A exposição fica até dia 29 de Novembro.
Horários de visita de segunda a sexta das 09h às 11h de 12h às 16h e aos sábados das 10h às 13h

Arte da Palavra 16 de outubro

Circuito de Oralidades com Giuliano Tierno. Contador de Histórias, doutor e mestre em Artes pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). É sócio – fundador d’a A casa Tombada – Lugar de Arte, Cultura, Educação, na cidade de São Paulo. Em 2017, publicou o livro Narra-te Cidade (2017)

Local: Universidade Federal de Rondônia – Campus
Data: 16 de outubro
Horário: 09h Classificação: Livre
Ingresso: Gratuito

Mostra Sesc de Música

No ano de 2019, retornamos a realizar a Mostra Sesc Rondônia de Música apresentando um recorte das produções musicais de Rondônia. A Mostra é fundamental à visibilidade e escoamento do trabalho de nossos músicos e compositores locais, promovendo encontros, oficinas, palestras e experimentações que corroboram com o desenvolvimento artístico dos músicos, compositores e interpretes, estabelecendo-se como a maior plataforma de visibilidade da música popular do Estado. As apresentações levam aos trabalhadores do comercio, seus dependentes e ao público em geral, os produtos culturais que representam a diversidade da nossa cultura, proporcionando o acesso às obras dos artistas regionais, estreitando o contato da população do Estado com os artistas. As ações formativas e intercâmbios que o projeto vem realizando ao longo de todos esses anos, objetivam a promoção, o desenvolvimento artístico, o fomento, e valorização dos artistas locais.

A Mostra Sesc Rondônia de Música traz a palco os novos talentos do nosso Estado e região, sempre mantendo o espaço dos nossos artistas consagrados, e neste ano, na programação teremos o trabalho dos artistas/grupos: Binho; 3DNos; Quilomboclada; Raony Ferreira; Aldenice Bento; Gabriê; Ana Lú; Rinaldo Santos; Minhas Raízes; Anayole Êba; Rud Prado; Tuer Lapin; Grupo Focus; Benvindo ao Pacífico; Soda Acústica; Silvinho Santos; Sons de Beira; Marcos Biesek; Marcela Bonfim – Gig Soul Preta; e, Mauro Araújo. Ainda, teremos palestras, oficinas, mesas de conversa e desenvolvimento de experimentações.

ABERTURA

22 DE OUTUBRO

MESA: A História da MPB e dos movimentos musicais em Porto Velho
Participantes: Prof. Rubens Vaz (Binho), Samuel Pessoa (Quilomboclada)
Local: Teatro 1 Sesc
Horário: 19h20
A mesa visa discutir os movimentos de Música Popular de Porto Velho, e o movimento Beradeiro que colaborou com suas letras e canções sobre o orgulho Beradeiro, “ser Béra”! Estes movimentos são a base do desenvolvimento musical e artístico do nosso Estado, hoje são perceptíveis as produções artísticas e os coletivos que têm estes movimentos como escola filosófica e sociológica e fonte das suas produções, asseverando o orgulho Beradeiro e o modo de vida do povo destas terras amazônicas.

APRESENTAÇÕES

Local: Teatro 1 Sesc
Horário: 20h

Binho
Nascido na cidade beirando o Madeira, cultiva desde pequeno o hábito de expressar e referenciar a linguagem em palavras, imagens e sons, assim, produz artisticamente em várias modalidades de linguagem. Rubens Vaz Cavalcante – Binho, é um dos representantes profícuos e fecundos da geração de ouro da música Rondoniense, influenciando as novas gerações a criar os movimentos MPBera e Movimento Bera, compõem canções (com gravações efetuadas em vinil, CD e trilhas sonoras de vídeos), escreveu e apresentou peças teatrais, livros de poesia e prosa. Na mostra trará o espetáculo Pegadas de Curumim, com um recorte de sua produção artística musical fruto de sua longa carreira artística e literária.

3 DNós
O trio, em Porto Velho, integra o cenário Lítero-musical desde 2015, tendo se apresentando em vários eventos artísticos e Projetos Culturais. O Show Lítero-musical, visa por meio da música autoral promover a difusão da poesia e da música popular produzida na Região Norte contribuindo com a diversidade cultural e musical brasileira. No Show, são apresentadas canções, declamações, intervenções poéticas autorais, com a participação especial de músicos da cidade onde os poemas e canções permeiam entre as declamações da poeta Amadio, acompanhamento ao violão, intervenções de efeitos de Rinaldo Santos e a percussão e canto de Izabela Lima.

Quilomboclada
A origem do nome Quilomboclada – Vem da junção, fusão dos termos “Quilombo (que designa resistência) e “Caboclada (habitante local). A união desses termos significa algo como “Defesa, Resistencia da identidade local Beradeira, Ribeirinhas”, nesse caso, o cidadão morador de Região Norte. A banda foi formada em 2004 de uma reunião de amigos e dentre os muitos variados músicos e artistas. Atualmente a formações dispõem de dois vocalistas e Dj, que vieram do movimento Hip Hop, o baixista, dois guitarristas e o baterista que são originalmente mais ligados ao Rock e o percussionista veio das músicas instrumentista multiversos, assim, juntando a influência naturais e adquiridas de cada um, misturando tudo, para gerar o que costumamos chamar de MPBERA (Musica Popular Beradeira), procurando mixar no mesmo caldeirão do Bumba meu boi ao rap, passando pelo batuque afro-brasileiro, cantigas de rodas. Coco de embolada, carimbo… ETC. Sem esquecer de acoplar tudo numa arte integrada.

23 DE OUTUBRO

APRESENTAÇÕES

Local: Teatro 1 Sesc
Horário: 20h

Aldenice Bento
Cantora e compositora estreou nos palcos em 2014 no projeto Cesta Musical, com o Show de MPB e autoral, Quem é você. Desde então, trilha a carreira artística musical tendo participado da cena Portovelhense em vários projetos e shows como: Canta Mulher, Sesc Partituras, Show Ousadia e Paixão de Chiquinha Gonzaga, Duo Llitsia Moreno & Aldenice Bento e outros.

Gabriê
Portovelhense, iniciou a sua carreira em 2015 ao vencer o Prêmio de Música do SESI na categoria de Melhor Canção Original. Nos anos seguintes apresentou-se em bares e pubs da cidade, festival casarão, Lo-Fi, Grego autoral, Serenim, JamBera, e projetos como Cesta Musical e Canta Mulher, entre outros. Em 2018, lançou o seu primeiro clipe Voltei, amor, trabalho este que lhe rendeu a classificação para participar do Reality Show The Voice Brasil. Em 2019, Gabriê vem com uma proposta jovem e com muita autenticidade no repertório, misturamdo suas músicas autorais com interpretações de clássicos e também da nova música brasileira, com um show de muita personalidade com elementos eletrônicos sem deixar de lado a paixão pela MPB.

Ana Lú
Levando a bandeira do Reggae, a cantora e compositora Ana Lu vem conquistando cada vez mais espaço ao divulgar seu álbum Luz e Som, com mensagens de amor, paz, motivações e reflexões, explorando as variações do Reggae com o groove especial desse som do Norte, que tem influências de Pop, Rock e MPB.
Natural de Boa Vista/RR, a cantora tem sua banda e base produtiva em Porto Velho desde 2015 e traz uma bagagem musical e artística expressiva, contando com shows nos principais festivais e casas de eventos da região Norte, como o Festival Canta Mulher nas edições 2018 e 2019 e do Rondon Rock Festival nas edições 2017 e 2018, pré-shows para Cone Crew Diretoria e Racionais MC’s e com participações nos programas musicais Fábrica de Estrelas (Multishow – 2012) e X-Factor (Band – 2016). Unindo suas composições em português e inglês, com o poder de alcance mundial da internet, a cantora aproveita para propagar sua música além dos limites do Norte e do Brasil.

24 DE OUTUBRO

MESA: Produção independente e criação de selos e coletivos musicais.
A dinamização das relações humanas e dos fluxos de informação favorecidos pela consolidação da cultura digital, levou a indústria musical a passar por diversas reconfigurações nos modos de produzir, divulgar, distribuir e consumir música. Diante desse novo ambiente repleto de constantes mudanças, ocorreu a entrada de novos atores na cadeia produtiva da música e, consequentemente, o surgimento de modelos de negócios inovadores para divulgação e distribuição musical. Com isso, o que se verifica atualmente é a emergência de uma nova indústria da música (Herschmann, 2012), na qual houve uma progressiva valorização de apresentações de música ao vivo e interação virtual, tanto para acessar o artista através de redes sociais, como também para buscar conteúdo musical por meio de plataformas de audição (como Spotify e Deezer) e de vídeo (Youtube). Em meio a estas perspectivas, no Brasil, diversos músicos, produtores e demais agentes do setor começaram a se organizar em grupos denominados “coletivos culturais” de modo a construir novas formas de gestão cultural, a fim de buscar o fortalecimento das cenas musicais de suas cidades.
Local: Teatro 1 Sesc
Horário: 19h20
Participantes: Ramon (Tuer Lapin), Benvindo e Romulo (Benvindo ao Pacifico), Thiago Maziero (estúdio Ecos da Oca)

APRESENTAÇÕES

Local: Teatro 1 Sesc
Horário: 20h

Minhas Raízes
O Grupo Minhas Raízes é um projeto de inclusão social e consciência ambiental que expressa através dos bio-instrumentos que fabricam (reaproveitando o que a natureza descarta, e sem degradar o meio ambiente, e que são utilizados em seus shows), além de cantar a Amazônia e os lamentos da natureza, preservam a cultural Ribeirinha de seus antepassados. Com 14 anos de atuação, o Grupo tem três CDs gravados, representou Rondônia por duas vezes na Conferência Nacional de Educação Brasília 2008-2010, e na conferência Rio + 20 em 2012, entre outras apresentações em eventos culturais em Porto Velho e região.

Anayole Êba
Nascida em Porto Velho, filha do músico Baaribu Nonato, iniciou sua viagem e gosto pela música ao acompanhar o trabalho autoral de seu pai e outros músicos que fizeram parte de sua história até aqui. Anayole Êba motivou-se pelo palco da música afinando sua voz na tímida melodia das canções que recordam a sua passagem pelos momentos vibrantes da musicalidade vivida e sentida no canto de sua casa, no canto da sua história. Sua carreira artística nasceu nas apresentações do Show Musical do Projeto Canta Mulher,
na mostra de música do Sesc Rondônia e desde então conquistou seu espaço participando de projetos e eventos na cidade de Porto Velho. Na mostra de Música a cantora fará o Show Ritmo Êba, que conta com a participação familiar de seu pai Baaribu e seu irmão Arthur Êba, recriando um cenário de roda de samba, embalado por canções que sempre rodearam a família.

Rud Prado
Rud Prado, é natural de Mato Grosso do Sul, reside em Porto Velho há 17 anos. Aqui sua produção cultural se iniciou pela poesia, crônicas e depois como compositor e cantor. Já participou três edições da mostra musical do Sesc e uma edição da Cesta Musical e outros projetos. Seu repertório como compositor é eclético e passeia por vários estilos como funk, MPB, samba, blues, rock e outros.

Tuer Lapin
Tuer Lapin é um projeto/banda de música instrumental inaugurado em meados de 2013 com o lançamento do álbum Esporádico, no qual foi apresentado um trabalho rítmico incomum tendo como matéria-prima a utilização de samplers e sintetizadores digitais, aproximando conceitos da música eletrônica com o rock e vertentes da música experimental. Em 2014, como banda, teve sua primeira apresentação. Nos anos seguintes, realizou a apresentação do inédito cineconcerto do filme ‘A Última Gargalhada’ (F.W. Murnau), o lançamento do álbum-filme Chac, gravado ao vivo, o lançamento do Banho de Cavalo, trilha sonora do filme homônimo de Michele Saraiva e Francis Madson, a turnê Giro Morte, com treze shows em nove estados brasileiros e se apresentou no projeto Instrumental SESC Brasil, em São Paulo e na Mostra Nacional de Música do Sesc no Rio de Janeiro. Atualmente encontra-se em fase de produção de seu próximo trabalho, provisoriamente intitulado Corpo, a formação atual do grupo é: Ramon Alves (contrabaixo), Raony Ferreira (guitarra), e Rodolfo Bártolo (bateria/percussão).

25 DE OUTUBRO

OFICINA

Oficina: Poesia: Visual, Lírica e Sonora.
Local: Sala de Dança do Sesc Esplanada
Horário: das 08h às 12h e das 14h às 18h
Oficineiro: Prof. Rubens Vaz Cavalcante – Binho

Link para inscrições
Oficina: Produção de música: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf7SK2Pal0DzcjI__-NVvE0hapTvhTc4QO4oorq3DNZBbMdnQ/viewform
Oficina: “Poesia: Visual, Lírica e Sonora: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe1mR0dRj74mBrr9RtUB0OGXfVTOTCobhYmqYmzwHEQDFZPlQ/viewform
Concerto Meditativo: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfQJcy0pBo2yAQFUod9UDr39KCSVjZPocs_mcmA89jqZG0X3w/viewform

APRESENTAÇÕES

Local: Área de Convivência do Sesc Esplanada
Horário: 19h30

How Near
Raony Ferreira

O músico reúne nesta obra suas grandes paixões, a música e a fotografia, para expressar a liquidez e efemeridade da beleza inscrita nos instantes-já. A fotografia, embora capturada em seu tempo-espaço único, não é um instante preso, nem calado, é imagem líquida, pura paisagem-sonora que escorre e transborda os sentidos, transformando-se em novos momentos únicos, tal como as músicas que, do instante da criação até cada apresentação, ganham novos desdobramentos, novas feições e detalhes, sem se repetir.
O trabalho How Near, mostra maturidade e uma noção de gesto musical muito aguçada e contemporânea, criando uma composição bastante sólida em sua forma. O estilo minimalista, evidenciado nos motivos musicais reiterados das composições, é peça-chave na obra, com conotação de um fluxo espiral, hipnótico, em referência, algumas vezes, à música tribal. O projeto também perpassa sensações etéreas, catárticas, contrapondo momentos de músicas leves com outros momentos de cenários dramáticos criados a partir de ritmos do delay formando texturas e instantes impressionantes.

Grupo Focus
Local: Teatro 1 Sesc
Horário: 20h
O Grupo da Região Central de Rondônia, atua na noite Ji-Paranaense e realiza apresentações em eventos culturais. O Grupo Focus, é composto por músicos experientes que trarão ao palco o seu trabalho autoral, com arranjos e influencia que perpassa a vivencia de cada um dos integrantes, proporcionando um show único, com influências dos vários estilos da MPB.

Benvindo ao Pacifico
Local: Teatro 1 Sesc
A banda Benvindo ao Pacifico, surgiu do encontro de três músico experientes oriundos de bandas da cena do Rock Portovelhense. Formada em abril de 2018, estreou no mesmo ano no palco do Rondo Rock Festival em Ji-Paraná. A união dos músicos se propõem por meio de letras diretas e sonoridade intensa, provocar reflexões sobre temas cujo debate se faz importante neste momento de polarização ideológica e avanço de intolerância em nossa sociedade, questões existenciais, autoconhecimento e autoconfiança, ao mesmo tempo em que se posicionam como representantes da sonoridade Beradeira. Benvindo ao Pacifico, trará ao palco o seu primeiro trabalho, o EP Água Turva, composto por seis canções autorais, com linhas melódicas e progressões harmônicas que representam a síntese musical dos três membros da banda.

Soda Acústica
Local: Teatro 1 Sesc
A banda surgiu no cenário musical rondoniense no ano de 2004, buscando uma linguagem musical que prima pela autonomia criativa e letras contundentes com temáticas variadas, que tratam com uma dose sutil de sátira a incoerência da vida moderna e o contrassenso da subjetividade humana. Começou, primeiramente, apresentando-se no circuito universitário e em eventos culturais locais como a Mostra de Música SESC/RO. Nos anos seguintes, ganhou impulso e reconhecimento de sua atuação e seguiu para o circuito nacional, onde se apresentou em cidades como: Rio Janeiro (Circo Voador e Fundição Progresso), São Paulo (Espaço Itaú Cultural – Projeto Rumos) e Rio Branco (Festival Varadouro). Em agosto de 2009 lançou seu primeiro álbum, patrocinado pelo Projeto Pixinguinha, intitulado Soda Acústica, fazendo uma turnê pelo interior do estado. Em 2016, lançou seu segundo álbum no Teatro do Sesc-RO e atualmente está finalizando seu terceiro álbum.

Silvinho Santos
Local: Teatro 1 Sesc
Cantor e compositor, canta desde a tenra idade, aos seis anos compôs a primeira canção, um samba sobre a boemia vivida pelo seu pai, Silvio Santos – Zékatraca. Silvinho já participou de competições musicais no cenário estadual e nacional, obtendo destaque em todas elas, destaca-se como uma das revelações da Música Popular Rondoniense, a MPBera.

26 DE OUTUBRO

OFICINA

OFICINA: Produção musical: criação e processos criativos musicais.
Músico polivalente que tem o piano e os teclados como principais instrumentos de trabalho, Adriano Magoo é nome recorrente nas fichas técnicas dos discos e shows de Zeca Baleiro. Nesta oficina, o artista trará luz aos processos criativos resultante em linhas melódicas, cadências harmônicas e produtos musicais finalizados ou em processo de construção.
Local: Sala de Dança do Sesc Esplanada
Horário: 09h às 13h
Oficineiro: Adriano Magoo

APRESENTAÇÕES

Concerto Meditativo
Rinaldo Santos

Local: Sala de Dança do Sesc Esplanada
Horário: 18h e 19h
O Concerto Meditativo consiste em uma performance musical de meditação coletiva guiada pelo som, pela exploração de sonoridades e vibrações de instrumentos musicais específicos que proporcionam aos participantes uma imersão, uma viagem sonora. Essa vivência, induzida por vibrações de enérgicos instrumentos musicais desperta a sensibilidade e os sentidos, induzindo ao participante viajar pelos sons, ante as diferentes respostas do corpo a cada som, a cada onda sonora, permitindo-lhe entrar em um estado de entrega e descobertas, possibilitando muitas aberturas, que vão além do relaxamento profundo. Esta vivência induz a um estado natural de meditação, trazendo clareza mental discernimento, calma, insights etc.
O concerto terá duração de 30 min, com horários distintos e número de público reduzido a trinta participantes por sessão.

Sons de Beira
Local: Audicine Sesc Esplanada
Horário: 19h30
O espetáculo musical SONS DE BEIRA apresenta uma elaboração artística dos resultados de pesquisa sonora em timbres e ritmos do cotidiano amazônico pela manipulação de objetos e instrumentos diversos, pesquisando suas possibilidades sonoras e construindo uma musicalidade que resgata memórias auditivas de beiras de rios com seus mitos, lendas, causos, afazeres cotidianos, ofícios e brincadeiras, através da construção de paisagens sonoras que estimulam sensações peculiares a esse universo.
Com referenciais na concepção de paisagem sonora de Murray Schaffer, da música aleatória e música minimalista, além de outras concepções sonoras contemporâneas, propõe uma experiência sensitiva que atiça a percepção para as vivências nos ambientes permeados pelos rios e igarapés, comuns em toda Amazônia. A base instrumental de todo o trabalho foi desenvolvida em instrumentos convencionais, alternativos e em objetos desfuncionalizados, aos quais se atribuiu o caráter de instrumento musical, buscando agregar timbres que contribuem para a construção das sonoridades que cada peça musical exige.

Marcos Biesek
Local: Teatro 1 Sesc
Horário: 20h
Marcos Biesek atua na música há 22 anos, desenvolveu diversos projetos nesse período. Como compositor participou de festivais e mostras de música, tendo no seu histórico de gravações, dois CDs “Revolução dos espermatozoides” e “Baladas e Pauladas” com a banda Os Químicos (2000 a 2006), bem como participou de festivais como vocalista e baixista dessa banda, na qual começou aos 17/18 anos, e onde protagonizou, junto a banda, o vídeo clip da música “Força militar”, produzido por Lídio Sohn e pilar De Zayas Bernanos, que se tornou um trabalho muito conhecido no
estado de Rondônia e parte do norte, em razão de ter sido veiculado à época (2001) pelo canal Amazon Sat e pela MTV. Participou das mostras de música do Sesc dos anos de 2003, 2004 e 2005, inclusive representando Rondônia no Femucic em Maringá em uma dessas ocasiões. Foi premiado na primeira edição do edital “Zezinho Maranhão” da Sejucel em 2016 e em 2017 gravou o trabalho “Café” além de várias canções gravadas em razão de festivais e registros ao vivo.

Mauro Araújo
Local: Teatro 1 Sesc
O Pianista Mauro Araújo, traz ao palco o quarteto instrumental que trabalha as composições próprias de Mauro Araújo. A Liberdade de criação e improvisação é a essência do seu trabalho, e sempre ao realizar as suas apresentações traz um repertório novo, pois o repertório é montado de acordo com percepção e fruição que o compositor espera de espetáculo. Por isso, o grupo se torna autentico ao executar as composições e interpretações, sem fugir de sua principal influência, o Músico Brasileiro Hermeto Pascoal

Marcela Bonfim – Gig Soul Preta
Local: Teatro 1 Sesc
Entre o samba e o rock, existe a “Gig Soul Preta”; interpretando imagens e sensações de um decorrer de oito anos de caminhada da artista Marcela Bonfim no “(re)conhecimento de uma Amazônia Negra nada aparente, e seus povos, costumes e influências”, traduzidos em som e movimento, numa espécie de soul vindo das beiradas do Madeira, e seguindo pelo Guaporé via Atlântico-Mar, vivenciando as mais possíveis formas de sonoridades e alimentando a imaginação, além do universos verde/cinza dessa Amazônia rondoniana e suas adjacências e culturalidades.

Teatro 1 Sesc**
Audicine do Sesc Esplanada**
Espaço de Convivência Sesc**
Sala de Dança do Sesc Esplanada**
————————————————————————————————–
Endereço: Av. Presidente Dutra, 4175 – Olaria (Sesc Esplanada)

Sesc Partituras

Nesta edição do Sesc Partituras faremos uma homenagem ao jovem compositor maranhense Willame Belfort, o compositor estará conosco nos dias 04 e 05 de outubro para realizar uma oficina de composição e prestigiar os concertos.

Nesta edição como estratégia de aproximar a música de camara ao público jovem em parceria com Instituto federal de Rondônia faremos no Auditório do IFRO Campus Calama um concerto no dia 04 às 16h, ainda faremos mais uum concerto no dia 05 às 20h no teatro do Sesc Esplanada.

Link para as inscrições:
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeLg1W43YHqI4-Annx24AlUIX4vBBRNvCWWm351MLmuxDibYQ/viewform

Programação:

Oficina: A Arte da composição; princípios e manuseio artesanal.
dia 05 das 08h as 12h e das 14h as 18h,
No teatro 1 do Sesc Esplanada.
Faixa Etária: 16 anos.
Local: Av. Presidente Dutra, 4175 – Olaria

Concerto Sesc Partituras dia 04 das 16h às 17h, No Auditório do Instituto Federal Campus Calma.
Faixa Etária: Livre.
Local: Av. Calama, 4985 – Flodoaldo Pontes Pinto

Concerto Sesc Partituras dia 05 das 20h às 21h, No Teatro 1 do Sesc Esplanada.
Faixa Etária: Livre.
Local: Av. Presidente Dutra, 4175 – Olaria

PCG 2020

Estão aberta as inscrições para o programa PCG de 2020.

Firmado em 2008 pelo Governo Federal, a Confederação Nacional do Comércio (CNC), o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), o Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG) converge os princípios do Sesc de oferecer educação e qualidade de vida a baixos custos.

Um dos objetivos do Sesc é ampliar o acesso da população de menor renda à educação formal, cultura e lazer de qualidade. Por isso, a entidade desenvolve e prioriza Ações Educativas gratuitas em programas de saúde, lazer, cultura e educação, além de seminários, palestras e cursos para essa clientela.

Link com regulamento e anexo: Click aqui

73 anos de história

No Sesc, cada iniciativa permite um mundo de possibilidades. E você sabe por quê? Porque, para o Sesc, toda ação é pensada de forma a proporcionar infinitas sensações, aprendizados, experiências e memórias.

Desde 1946, o Sesc busca promover o conhecimento, a transformação e a inclusão por meio dos projetos e ações que realiza. Em atividades que beneficiam de crianças e jovens até adultos e idosos, seguimos construindo a nossa história.

Para celebrar essa trajetória, assista ao vídeo:

Onde tem Sesc, tem um mundo de realizações.

O vice-presidente da CNC e presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE Rondonia Sr. Raniery Araujo Coelho fez questão de estar presente nessa data comemorativa.

Palco Giratório

Programação Porto Velho

DATA: 07/09
ESPETÁCULO: O PALHAÇO DE LA MANCHA
COMPANHIA / GRUPO: CACOMPANHIA DE ARTES CÊNICAS – AM
TEATRO
INDICAÇÃO: LIVRE
LOCAL: PARQUE DA CIDADE
HORA: 18H
DURAÇÃO: 60min.
OBS: ESPETÁCULO CONVIDADO

DATA: 07/09
ESPETÁCULO: CRIA
COMPANHIA / GRUPO: CIA SUAVE/ALICE RIPOLL – RJ
DANÇA
INDICAÇÃO: 14 ANOS
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 50min.

DATA: 08/09
ESPETÁCULO: AQUELAS – UMA DIETA PARA CABER NO MUNDO
COMPANHIA / GRUPO: MANADA TEATRO – CE
TEATRO
INDICAÇÃO: 14 ANOS
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 50min.
OBS: ESPETÁCULO COM PÚBLICO LIMITADO EM 180 PESSOAS

DATA: 09/09
ESPETÁCULO: NAQUELE BAIRRO ENCANTADO – EPISÓDIO I: ESTRANHOS VISITANTES
COMPANHIA / GRUPO: TEATRO PÚBLICO- MG
INTERVENÇÃO URBANA
INDICAÇÃO: LIVRE
LOCAL: IMEDIAÇÕES DA AV. JOSÉ AMADOR DOS REIS, PRÓXIMO A E.E.E.F.M. RISOLETA NEVES
HORA: 10H
DURAÇÃO: 120min.

DATA: 09/09
PERFORMANCE: DAS DORES
ARTISTA: TAIANE SALES – RO
PERFORMANCE
INDICAÇÃO: 16 ANOS
LOCAL: AREA DE CONVIVÊNCIA – SESC ESPLANADA
HORA: 19H
DURAÇÃO: 15min.
OBS.: PERFORMANCE CONVIDADA

DATA: 09/09
ESPETÁCULO: AGRESTE
COMPANHIA / GRUPO: O BARULHO DO ACRE – AC
TEATRO
INDICAÇÃO: 12 ANOS
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 45min.
OBS.: ESPETÁCULO CONVIDADO

DATA: 10/09
ESPETÁCULO: TRAGA-ME A CABEÇA DE LIMA BARRETO
COMPANHIA / GRUPO: CIA DOS COMUNS – RJ
TEATRO
INDICAÇÃO: 14 ANOS
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 60min.

DATA: 11/09
ESPETÁCULO: MERCADO DE PERFORMANCE
ARTISTA/PROVOCADOR: LUIZ LERRO
PERFORMANCE
INDICAÇÃO: 18 ANOS
LOCAL: MEMORIAL RONDON – VILA DE SANTO ANTÔNIO
HORA: 17H
DURAÇÃO: 60min.
OBS.: PROGRAMAÇÃO CONVIDADA E DESTINADA AO PÚBLICO ADULTO. SERÁ DISPONIBILIZADO TRANSPORTE COM PÚBLICO LIMITADO, PARA AQUELES QUE NECESSITAREM. DISTRIBUIREMOS AS SENHAS DO TRANSPORTE A PARTIR DAS 15H30 NO SESC ESPLANADA, LOCAL DE ONDE PARTIRÁ E RETORNARÁ O VEÍCULO.

DATA: 11/09
ESPETÁCULO: DAS CINZAS CORAÇÃO
COMPANHIA / GRUPO: QUIMERA CRIAÇÕES ARTÍSTICAS & TEATRO ATELIÊ – RS
CIRCO
INDICAÇÃO: 12 ANOS
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 40min.
OBS.: ESPETÁCULO COM AUDIODESCRIÇÃO. PARA AUDIODESCRIÇÃO AS VAGAS SÃO LIMITADAS E PÚBLICO DEVE RETIRAR OS EQUIPAMENTOS AS 19H. PARA OS INTERESSADOS, HAVERÁ UMA VIVÊNCIA COM A AUDIODESCRITORA ANTES DO ESPETÁCULO.

DATA: 12/09
ESPETÁCULO: R.A.L.E – REALIDADE APROPRIADA LIBERA EVIDÊNCIA
ARTISTA: JESSÉ BATISTA – AL
DANÇA
INDICAÇÃO: 10 ANOS
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 35min.
OBS.: ESPETÁCULO COM PÚBLICO LIMITADO EM 40 PESSOAS

DATA: 13/09
ESPETÁCULO: VESTIDO QUEIMADO
COMPANHIA / GRUPO: SOUFFLÉ DE BODÓ COMPANY – AM
TEATRO
INDICAÇÃO: LIVRE
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 45min.

DATA: 14/09
ESPETÁCULO: INIMIGOS DO POVO
COMPANHIA / GRUPO: TRUPE DOS CONSPIRADORES – RO
TEATRO
INDICAÇÃO: 14 ANOS
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 90min.
OBS: ESPETÁCULO CONVIDADO

DATA: 15/09
ESPETÁCULO: A MULHER ARRASTADA
COMPANHIA / GRUPO: DRAMATURGIA DIONES CAMARGO- RS
TEATRO
INDICAÇÃO: 12 ANOS
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 50min
OBS.: ESPETÁCULO COM PÚBLICO LIMITADO EM 80 PESSOAS

DATA: 16/09
ESPETÁCULO: VOA
COMPANHIA / GRUPO: COLETIVO ANTÔNIA – DF
TEATRO
INDICAÇÃO: LIVRE
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 18H
DURAÇÃO: 40min
OBS.: ESPETÁCULO DESTINADO EXCLUSIVAMENTE AOS COLABORADORES DO SESC

DATA: 17/09
ESPETÁCULO: A MULHER DO FIM DO MUNDO
COMPANHIA / GRUPO: ASSOCIAÇÃO ARTÍSTICA CULTURAL CIA CASA CIRCO – AP
DANÇA
INDICAÇÃO: 14 ANOS
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 35min

DATA: 18/09
ESPETÁCULO: A LEITURA É UMA VIAGEM
COMPANHIA / GRUPO: VAVÁ E CIA. – RO
FORMAS ANIMADAS LAMBE-LAMBE
INDICAÇÃO: LIVRE
LOCAL: QUADRA DE ESPORTES
HORA: 20H
DURAÇÃO: 2min
OBS.: ESPETÁCULO CONVIDADO

DATA: 18/09
ESPETÁCULO: TEATRO DOS SERES IMAGINÁRIOS
COMPANHIA/GRUPO: CIA SERES IMAGINÁRIOS – RS
FORMAS ANIMADAS
INDICAÇÃO: LIVRE
LOCAL: QUADRA DE ESPORTES
HORA: 20H
DURAÇÃO: 10min
OBS: ESPETÁCULO REALIZADO COM SESSOES DE 10min E PÚBLICO LIMITADO EM 18 PESSOAS POR SESSÃO

DATA: 19/09
ESPETÁCULO: YEBO
COMPANHIA / GRUPO: GUMBOOT DANCE BRASIL – SP
DANÇA
INDICAÇÃO: LIVRE
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 45min

DATA: 21/09
ESPETÁCULO: SE EU FOSSE IRACEMA
COMPANHIA / GRUPO: 1COMUM COLETIVO – RJ
TEATRO
INDICAÇÃO: 14 ANOS
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 60min
OBS.: ESPETÁCULO COM PÚBLICO LIMITADO EM 150 PESSOAS

DATA: 22/09
ESPETÁCULO: CAVALO MARINHO
COMPANHIA / GRUPO: CAVALO MARINHO ESTRELA DE OURO – PE
RUA
INDICAÇÃO: LIVRE
LOCAL: AREA DE CONVIVENCIA
HORA: 18H
DURAÇÃO: DURAÇÃO PODE VARIAR ENTRE 120min A 300 min

DATA: 23/09
ESPETÁCULO: FEMI-CLOWN CABARÉ-SHOW
COMPANHIA / GRUPO: CABARÉ DAS RACHAS – DF E MULHERES PALHAÇAS DE RONDÔNIA
CIRCO
INDICAÇÃO: 18 ANOS
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: DURAÇÃO PODE VARIAR CONFORME CABARÉ CONSTRUÍDO PELAS ARTISTAS

DATA: 25/09
ESPETÁCULO: MEU SERIDÓ
COMPANHIA / GRUPO: CASA DE ZOÉ – RN
TEATRO
INDICAÇÃO: LIVRE
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 65min

DATA: 26/09
ESPETÁCULO: TABULE
COMPANHIA / GRUPO: CIA PERIPÉCIAS DE TEATRO – RO
TEATRO
INDICAÇÃO: 12 ANOS
LOCAL: TEATRO 1
HORA: 20H
DURAÇÃO: 60min
OBS.: ESPETÁCULO CONVIDADO

DATA: 27/09
ESPETÁCULO: CHOCOBROTHERS
COMPANHIA / GRUPO: CHOCOBROTHERS – SP
CIRCO
INDICAÇÃO: LIVRE
LOCAL: QUADRA DE ESPORTES
HORA: 20H
DURAÇÃO: 50min

OFICINAS

DATA: 14/09
OFICINA DE TEATRO DE PAPEL – SOUFFLÉ DE BODÓ (AM)
LOCAL: BIBLIOTECA SESC CENTRO
HORA: 08h às 12h – 14h às 18h
TOTAL DE VAGAS: 20 PARTICIPANTES
OBS.: NECESSÁRIO FAZER INSCRIÇÃO PELO LINK: http://bit.do/sescro-palcogiratorio-oficinas

DATA: 17/09
OFICINA DE VÍDEO COM BONECOS – CIA SERES IMAGINÁRIOS (RS)
LOCAL: BIBLIOTECA SESC CENTRO
HORA: 09h às 12h – 14h às 17h
TOTAL DE VAGAS: 25 PARTICIPANTES
OBS.: NECESSÁRIO FAZER INSCRIÇÃO PELO LINK: http://bit.do/sescro-palcogiratorio-oficinas

DATA: 22/09
OFICINA DE DRAMATURGIA DA LUZ E O ILUMINADOR COMO ARTISTA CRIADOR – 1COMUM COLETIVO (RJ)
LOCAL: TEATRO 1 – SESC ESPLANADA
HORA: 08h às 12h – 14h às 18h
TOTAL DE VAGAS: 20 PARTICIPANTES
OBS.: NECESSÁRIO FAZER INSCRIÇÃO PELO LINK: http://bit.do/sescro-palcogiratorio-oficinas

O Silêncio dos Homens

Porto Velho participará da estreia nacional simultânea do Documentário
Olaria.
O filme apresenta resultados de uma pesquisa que ouviu mais de 40.000 pessoas sobre o que é ser homem no Brasil.
O filme é uma profunda investigação sobre as dores, obstáculos, valores, qualidades e processos de mudança dos homens.

Depois do filme, haverá uma roda de conversa com:
Gilberto Leite Campelo, Defensor Público do Estado de Rondônia;
Karin Kansog, Facilitadora de conversas;
Euza Beloti, Psicóloga.

“O Silêncio dos Homens”
Data: 29/08 Horário: 19h30
Entrada Gratuito
Local: AUDICINE do Sesc Esplanada
Av. Presidente Dutra, 4175

Esperamos você!

Mais informações, entre em contato com:
CODEC/SESC: (069) 3229-6006 ramal 239
Espaço Reviver: (069) 9 8492-8570

Encontro de Corais

Da Ars Antigua à Ars Nova, do Cantochão à Ópera, do Lied às canções populares, a música vocal demonstra a sua beleza e força, permeando toda a história da evolução das artes. Sabendo da grande importância da música vocal, o Sesc Encontro de Corais, levará ao público um recorte do cancioneiro Popular brasileiro arranjado para Coro de vozes. Neste encontro teremos a participação de sete grupos corais da capital do Estado, sendo eles: Coral Laio; Vocal Gileade; Coral Canto Livre; Grupo Vocal Cantadô; Canto na Unir; Coral Sol Maior; e, Vozes do Madeira.

Para as ações formativas teremos desenvolvimento de experimentações no dia 30 e oficinas, com os temas: começando um Coral (com a regente Sabrynne Sena), e Práticas e saberes do canto ( com Professora Ezenice Bezerra).

Link para as inscrições das oficinas:

Oficina: Começando um Coral com Sabrynne Sena https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfAsPRVZq74f5LnJrB0Amu7AeDMFneZdBoZCSGGIN0lO6bSEg/viewform
Oficina: Práticas e saberes do Canto com Ezenice Bezerra https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdglOw1FFIIjGhiZ90WhQLDNmtxjiWlMJlaVr_1hmEYOtWLsA/viewform

Programação

Dia 30

Desenvolvimento de experimentações
Conjunto de ações que visa desenvolver artistas, fornecendo condições para experiências e criações inovadoras. Caracteriza-se como oportunidade para troca de experiências, vivências, pesquisa de linguagens e conteúdos para o desenvolvimento individual, coletivo e livre criação, além de ensaios.
No desenvolvimento de experimentação, faremos uma troca de saberes entre os coralistas e os regentes, além de aprofundar a importância do Canto Coral para a Cidade de Porto Velho meio da exposição volutária da ação de cada crupo coral. E Tambem faremos o ensaio geral da música Terreiros do compositor Rondoniense Francisco Lazaro, Laio.
Horário: 17:00 às 19:00
Mediador: Adson Nascimento

Roteiro das apresentações dia 30

20h – Abertura
20h05 – Coral Laio

20h20 – Vocal Gileade

20h45 – Coral Canto Livre

21h05 – Grupo Vocal Cantadô

21h40 – Terreiros – Francisco Lazaro – Laio (Todos os corais)
22h00 – encerramento

Dia 31

Oficina: Começando um Coral
Oficineiro: Regente Sabrynne Sena
Horário: 9h00 – 13h00
Local: Teatro 1 do Sesc Esplanada

Informações sobre a oficina

Para construir um coro de vozes, é necessário ter o conhecimento de vários conteúdos como respiração, saúde vocal, postura corporal, organização e escuta, tempo de ensaio, repertório e apresentação, etc. A oficina visa abordar estes conteúdos de forma clara e objetiva, trazendo luz ao campo da música Coral.
Sabrynne Sena é natural de Teresina- PI. Graduada em Educação Musical e Artes Visuais, ambas pela UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS. Pós-graduada em Educação Especial Inclusiva, Gestão Cultural, Direção de Arte, Regência Coral e é técnica em Musicografia Braille. Maestrina premiada, com vasta tuação na cena coral do Estado, assinou várias produções artisticas, rege diversos corais na capital do Estado, dentre eles estão: coral do Ministério Público do Estado de Rondônia; coral do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia; coral da Energia Sustentável do Brasil .É professora de arte efetiva da Secretaria de Educação do Estado de Rondônia na cidade de Porto Velho -RO, e está chefe do Núcleo de Arte e Cultura escolar –SEDUC.

Dia 31

Oficina: Práticas e saberes do Canto
Oficineiro: Prof. Ezenice Bezerra
Horário: 16h00 – 19h00
Local: Teatro 1 do Sesc Esplanada

Informações sobre a oficina
Esta oficina tem como objetivo preparar o cantor para a performance musical, artística, física e didática, assim como dar indicações de como iniciar um grupo coral, levando em conta a faixa etária, experiência e educação musical.
Ezenice Bezerra é Mestre em Educação Escolar do Mestrado Profissional em Educação Escolar da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Faz parte do Grupo de Pesquisa Multidisciplinar em Educação e Infância (Grupo EDUCA), do Departamento de Ciência da Educação, do Núcleo de Ciências Humanas, da Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Pós-graduação em Metodologia do Ensino Superior pela Uniron – Porto Velho (2009). É Graduada em Licenciatura Plena em Educação Artística – Música pela Universidade do Estado do Pará – UEPA (2001). Bacharel em Música Sacra pela STBE – Seminário Teológico Batista Equatorial (1995), Belém – PA, onde atuou como coordenadora (2 anos) e professora do Departamento de Música (13 anos) das disciplinas Técnica Vocal, Canto, Regência Coral, Grupo de Sinos, Introdução à Música e Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Foi professora concursada em Artes, atuando na capital do Estado por 2 anos. Atualmente é professora do Magistério Superior do Departamento de Música – UNIR, ministrando as disciplinas de Técnica Vocal, Canto Coral, Flauta, Estágio Supervisionado, Regência e TCC. Palestrante em eventos de Educação Musical, Técnica Vocal, Canto em Grupo e Canto Coral.

Roteiro das apresentações dia 31

20h00 – Abertura
20h05 – Canto da Unir

20h20 – Vozes do Madeira

20h45 – Coral Sol Maior

21h20 Terreiros – Francisco Lazaro – Laio (Todos os corais)

22h00 encerramento

Exposição Fotográfica Nambiquaras

A Política Cultural do Sesc entende à cultura como um direito indissociável aos direitos humanos. Propõe por meio de suas diretrizes a promover manifestações artístico-culturais de modo a garantir condições para o diálogo entre a pluralidade das manifestações, observando suas especificidades de linguagens e seu hibridismo, enfatizando processos de criação e experimentação, sobretudo o diálogo permanente dos diversos públicos.

No mês de agosto, em uma proposta interlinguagem a Galeria do Sesc – Centro em Porto Velho, acompanha a programação do SONORA BRASIL 2019, com o tema A Música dos Povos Originários, trazendo a Exposição Fotográfica NAMBIQUARAS, Memória e Cultura de um Povo Guerreiro, do fotógrafo Washington Kuipers com a produção do Serpentário Produções.

A exposição fotográfica NAMBIQUARAS: Memória e Cultura de um Povo Guerreiro, busca valorizar a cultura dos povos indígenas presente em Rondônia através da exposição das fotos que retratam seu cotidiano, festas e tradições. Por seu valor histórico e cultural a exposição utiliza-se da linguagem fotográfica como registro e ferramenta de manutenção e preservação da memória social, sobretudo, a memória coletiva em um diálogo entre indígenas e não-indígenas.

A abertura da exposição será no dia 15 de agosto às 16h00 na Galeria do Sesc – Centro Av. Presidente Dutra, 2765 – Centro (ao lado dos Correios), ocasião em que faremos um diálogo com o fotógrafo Washington Kuipers.

As obras ficam expostas na Galeria do Sesc Centro em Porto Velho, entre os dias 15 e 31 de agosto 2019, de segunda a sexta das 09h00 às 16h00 e aos sábados das 10h00 às 13h00. A exposição conta com a monitoria da estudante de pedagogia Ana Cassupá. Venha prestigiar mais uma exposição do Sesc Rondônia. Programação gratuita.

Sonora Brasil 2019

O Sonora Brasil é considerado o maior projeto de circulação musical do país, realizando aproximadamente 450 concertos por ano, passando por mais de 100 cidades, a maioria distante dos grandes centros urbanos. O projeto possibilita à população o contato com a qualidade e a diversidade da música brasileira e contribui para o conjunto de ações desenvolvidas pelo Sesc visando à formação de plateia. Para os músicos, propicia uma experiência ímpar, colocando-os em condição privilegiada para a difusão de seus trabalhos e, consequentemente, estimulando suas carreiras.
O Sonora Brasil busca despertar um olhar crítico sobre a produção e sobre os mecanismos de difusão da música no país, incentivando novas práticas e novos hábitos de apreciação musical, promovendo apresentações de caráter essencialmente acústico, que valorizam a autenticidade sonora das obras e de seus intérpretes e contribuem para a memória da cultura musical brasileira.
O projeto tem como objetivo difundir a diversidade da música brasileira a partir de recortes temáticos que abordam aspectos de seu desenvolvimento, com especial atenção à música de concerto e à música de tradição.

Em Rondônia o Sonora Brasil acontecera nos dias 13, 14, 15 e 16 de agosto em Porto Velho e nos dias 15, 16, 17 e 18 de agosto em Ji-Paraná.

Programação de Porto velho

13 a 16/08
Instalações Artísticas
A oca – Povo Karitiana
Territórios – Povo Paiter Surui

13/08
Abertura Às 19h
Local: Teatro 1 do Sesc Esplanada
Mesa de Abertura: Diálogos sobre povos originários
Valdenilda Massaka Karitiana(RO)
Heliton Gavião (RO)
Apresentações: Kariri-xocó (al) & Fulni-ô (PE)
Grupo Dzubucuá Do Povo Kariri-xocó
Grupo Memória Fulni-ô

14/08
Abertura às 19h

Local: Teatro 1 do Sesc Esplanada
Mesa de Abertura: Diálogos sobre povos originários
Ivaneide Bandeira Cardozo (RO)
Profº Marco Teixeira (RO)
Apresentações: Paiter Surui (RO) & Karitiana (RO)
Grupo Wagôh Pakob do Povo Paiter Surui
Grupo Byjyyty Osop Aky do Povo Karitiana

15/08
Abertura às 16h

Local: Galeria Sesc Centro
Exposição Fotográfica
“Nambiquaras: Memória e Cultura de um Povo Guerreiro”
Data: de 15 a 31 de Agosto
Seg/ Sex das 09h às 16h
Sábado das 10h às 13h
Apresentações às 20h
Local: Teatro 1 do Sesc Esplanada
Apresentações: Guarani Mbya (RS) Kaingang (RS)
Grupo Teko Guarani do Povo Mbyá-guarani
Grupo Nóg Gã do Povo Kaingang

16/08
Oficinas às 14h
Local: Sesc Esplanada
Oficina: Cantos Da Floresta – Uma Aproximação
Com O Universo Sonoro Indígena Brasileiro Com Magda Pucci.
Local: Teatro Do Sesc Às 14h
Oficina: Os Cantos Que Acalentam Os Encantados
E Os Instrumentos Sagrados Com Djuena Tikuna E Diego Janatã
Local: Sala De Dança Do Sesc Às 14h
Apresentações às 20h
Local: Teatro 1 Do Sesc Esplanada
Apresentações: Grupo Wiyae / Djuena (AM),
Diego (MA), Magda (SP) Gabriel (SP)

Link para inscrição das oficinas:
Oficina: Os cantos que acalentam os encantados e os instrumentos sagrados.
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSed4eAFBdwAE0UJPgeyq-YI7mYiip84hgT3dIHJAX7fuf10dg/viewform

Oficina: Cantos da Floresta – uma aproximação com o universo sonoro indígena brasileiro.
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdew1xzoQVwzFLleasL36W724cW6b_03jYNjUYibSkN18qKDg/viewform

Programação Ji-Paraná

  • 15/08
    KARIRI-XOCÓ (AL) & FULNI-Ô (PE)
    APRESENTAÇÃO: TEATRO DOMINGUINHOS
    AS 20h – LIVRE
  • 16/08
    PAITER SURUI (RO) & KARITIANAS (RO)
    APRESENTAÇÃO: TTEATRO DOMINGUINHOS
    AS 20h – LIVRE
  • 17/08
    GUARANI MIBYA (RS) & KAIGANG (RS)
    APRESENTAÇÃO: TEATRO DOMINGUINHOS
    AS 20h – LIVRE
  • 18/08
    WIYAÉ (SP) MAGDA, MARLUI, DJUENA
    APRESENTAÇÃO: TTEATRO DOMINGUINHOS
    AS 20h – LIVRE